24 de set de 2011

Doce Perfume

                                                    Anjos!

                      Quando eles chegam, tudo se cobre de rosas;
                                       a brisa é mensageira.

           Com suaves olhares, proteção oferecem florindo o presente,
                              doce perfume eterniza na mente.

23 de set de 2011

Canções pelo Caminho

                 É linda a estrada onde fecunda canções pelo caminho;
                    estrada contornada de esperas e desejos, porém,
                      quando todos adormecem, se desfaz em lenda.

Asas Prostadas

Tarde da noite, vejo aos pés da cama,
um anjo com asas prostradas,
rosto sofrido e corpo cansado.

Desfocados, seus olhos tristonhos
refletem lembranças de infância
e entes queridos em remoto passado.

Tenho medo.
Que anjo é este?

21 de set de 2011

Ah! Ah! Ah!

Ando pelas nuvens de algodão doce,
chove granizo em garapa,
como maçãs do amor da velha bruxa,
caem meus dentes vermelhos,
beijo a boca do sapo
e ele vira urubu!!!

Uh! Uh! Uh!

Pisei no rabo do tatu!
Pensei que era tatu,
era gambá...
O cheiro foi de “lascá”

Ah! Ah! Ah!

Não achou graça?
Vai te catá!
Hoje não é meu dia
Tomei banho de água fria!

“Qué” Mais?
Meti o pé na bacia....
Quebrei o dente da frente
comendo cachorro quente!

Eh! Eh! Eh!

Que mais vai me “acontece”?

Que pena....
A enfermeira chegou
e  os loucos ela chamou.
Fomos todos para o quarto
e a história se acabou....

Oh! Oh! Oh!

17 de set de 2011

Sombras do Passado

                                       Sombras do passado;
                        amores e desamores; vitórias e derrotas;
                                          ganhos e perdas;
                        sorrisos e lágrimas que já não importam,
                                                   pois,
                       são apenas sombras; sombras do passado.

Girassóis

                                         ...após o temporal,
                       cheiro de terra molhada se espalha pelo ar;
                  bailam os girassóis nos campos ainda mais verdes
                                 para o arco-iris se apresentar;
                               a natureza prossegui seu destino,
                                          após o temporal.

Forrobodó

De noitinha, tem festa no sertão.
Tem viola, sanfona, forrobodó,
Maria Bonita e Lampião.

...menina sonhadora, sentada no portão.
Vestido de chita e laço no cabelo.
Esperando o príncipe montado no alazão.

...o velho galo anuncia um novo dia.
O povo se despedi.
Acabou a confusão.

...menina sonhadora, sentada no portão.
Agora desolada; um coração partido.
Príncipe encantado...    Pura ilusão!

Barquinho de Papel

                                 Minha Terra tem palmeira,
                        ipê, jacarandá, perfumado verde campo
                                  que enxuga meu pranto.

                  ...tem gaivota, andorinha, maritaca, beija-flor,
                                      canário seresteiro
                                   que acalma minha dor.

                ...tem lagoa, cachoeira, fascinante azul do céu,
                  riacho de água cristalina que leva para longe
                                meu barquinho de papel.

16 de set de 2011

Pés Descalços

...são
pés descalços,
pés protegidos,
pés inocentes,
pés aflitos...

...em
chão de lama,
chão de pedras frias,
chão de asfalto,
chão de terra batida...

...são
passos leves,
passos inibidos,
passos firmes,
que recordarão sua trilha.