21 de set de 2011

Ah! Ah! Ah!

Ando pelas nuvens de algodão doce,
chove granizo em garapa,
como maçãs do amor da velha bruxa,
caem meus dentes vermelhos,
beijo a boca do sapo
e ele vira urubu!!!

Uh! Uh! Uh!

Pisei no rabo do tatu!
Pensei que era tatu,
era gambá...
O cheiro foi de “lascá”

Ah! Ah! Ah!

Não achou graça?
Vai te catá!
Hoje não é meu dia
Tomei banho de água fria!

“Qué” Mais?
Meti o pé na bacia....
Quebrei o dente da frente
comendo cachorro quente!

Eh! Eh! Eh!

Que mais vai me “acontece”?

Que pena....
A enfermeira chegou
e  os loucos ela chamou.
Fomos todos para o quarto
e a história se acabou....

Oh! Oh! Oh!

2 comentários:

  1. Ha-ha-há...adorei!

    Ficou muito legal e divertido.E que dia,heim?rsrs


    beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. VERSOS DE RODEIO

    Oh! Oh! Oh! Mulher, Oh! Oh! Trem baum! Tem homem que quer ser Dr. e garanhão, arruma sete namoradas e acha que é o baum. Mas isso não passa de ilusão, porque no fim de tudo, quem acaba pegando é o Ricardão e chifre de montão.

    OH! OH! OH! MUNDÃO ACABA NÃO QUE BAUM!

    Beijoss querida!

    ResponderExcluir